Vereador relata ter sido agredido por outro político durante sessão na Câmara de Feira de Santana

O vereador Marcos Lima (União Brasil) relatou ter sido agredido, na terça-feira (22), pelo colega de Casa, o político Edvaldo Lima (MDB), durante uma sessão na Câmara de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador. O momento da confusão foi registrado por imagens de câmera de celular.
No vídeo, é possível ver que Marcos Lima discursa e cita o colega. Nesse momento, Edvaldo Lima vai em direção ao vereador e abaixa o microfone que ele utilizava.
Em seguida, Edvaldo levanta o dedo e o encosta no rosto de Marcos, que diz: "vejam só, o cristão, evangélico, o pastor me xingando, me agredindo, por eu estar aqui defendendo vocês".

Edvaldo tenta ir novamente em direção a Marcos, mas é contido por outra pessoa.

Ao g1, Marcos disse que ficou perplexo com a situação. Ele relatou que a confusão ocorreu durante a votação de uma suplementação que a gestão municipal pediu para a área da saúde, de obras, entre outras.
"Eu questionei o vereador Edvaldo Lima, que falou que votava contrário à suplementação. A Casa estava cheia de pessoas que trabalham na prefeitura de Feira de Santana, que estão sem receber salário, devido a suplementação desses recursos que não foram liberados", disse.
"Então eu falei que ele votava contrário, porque ele, nem a família dele, não estavam passando dificuldade, já que nós [políticos] recebemos salário", complementou.
O g1 entrou em contato com Edvaldo Lima para pedir um posicionamento sobre o caso, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.
O corregedor da Câmara, vereador Luiz da Feira, lamentou o ocorrido e informou que solicitou as imagens de câmeras do plenário para apurar o caso.
A reportagem também entrou em contato com a prefeitura, para saber sobre o suposto atraso no pagamento de salários citado pelo vereador, mas não obteve resposta até a última atualização desta matéria.
Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE