Operação Eleições 2022 terá a participação de quase 30 mil policiais militares na Bahia

Foto: Alan Tiago Alves / G1

A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) escalará, em regime de turno, 29.836 policiais militares em todo o estado durante a Operação Eleições 2022. De acordo com a corporação, o objetivo é oferecer mais segurança aos eleitores e garantir o exercício da democracia no próximo domingo (2).
Além do policiamento ostensivo em todo o estado, as equipes da PM-BA irão atuar no entorno dos 8.749 locais de votação da Bahia, que é o quarto maior colégio eleitoral do Brasil; na escolta das urnas; guarda dos locais de votação; e escolta reversa para os polos de transmissão de dados dos tribunais eleitorais até o término da contagem de votos.
A tecnologia deve ser uma grande aliada no trabalho da PM-BA, com o uso de drones e de sistema de monitoramento em tempo real para otimizar o emprego do efetivo e das viaturas, buscando proporcionar mais dinamismo na atuação dos policiais.
A corporação também atuará na prevenção de crimes eleitorais, como boca de urna, transporte clandestino de eleitores, tentativa de compra de votos, entre outros. Em casos de flagrantes, a PM-BA deverá encaminhar os acusados e testemunhas para a Polícia Federal ou delegacia local.
O policiamento será montado a partir das 7h em uma distância de 100 metros dos locais de votação e o patrulhamento no entorno. Após o encerramento da votação, às 17h, a PM-BA vai escoltar o material utilizado no pleito para os polos de transmissão de dados até o encerramento de todas as atividades, previsto para 22h.
Nos 417 municípios baianos, haverá um oficial da PM-BA representando a corporação na coordenação da Operação Eleições 2022. De acordo com a corporação, o trabalho começou desde o início das campanhas eleitorais, comícios, carreatas e eventos, e seguirá após a apuração dos votos, nos locais de comemoração. A Operação Eleições 2022 também está planejada em caso de 2º turno.
أحدث أقدم

PUBLICIDADE