Paulo Azi condena perseguição de Rui a tenente-coronel visto em evento de ACM Neto: “Um desrespeito à PM”

O deputado federal Paulo Azi (União Brasil) condenou no domingo (18) a perseguição do governador Rui Costa (PT) contra o tenente-coronel Itamar Gondim, que foi exonerado da direção do Colégio da Polícia Militar de Jequié após ter participado, em um dia de folga, de um evento do candidato a governador ACM Neto (União Brasil) na cidade.
“É inadmissível que um governador adote uma postura de ditador como essa. Perseguir um pai de família que, em seu dia de folga, foi a um evento político é um absurdo, uma prática condenável. O governador demonstra mais uma vez seu lado perseguidor e, com isso, não desrespeitou apenas o tenente-coronel Gondim, mas a toda a PM”, disse.
Azi se solidarizou com o profissional. “Me solidarizo com o tenente-coronel Gondim, profissional reconhecido e respeitado na região de Jequié. O governador, além de não valorizar nem dar à PM condições de trabalho, agora resolve perseguir um trabalhador. Esse é mais um triste legado que os governos do PT deixam na Bahia”, salientou.
O deputado ainda destacou que o governador não dá o mesmo tratamento ao secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino. “Um secretário que já declarou ser a favor da liberação das drogas, que não consegue derrubar os índices de violência na Bahia, esse o governador não toma uma providência”, criticou.
Postagem Anterior Próxima Postagem

 PUBLICIDADE