Luísa Sonza comenta processo por racismo e diz que vai respeitar valor pedido

Por Bahia Notícias

Foto: Reprodução/Instagram

Luísa Sonza usou suas redes sociais para comentar o processo por danos morais ao qual responde há dois anos. A acusação voltou a tona na internet nesta última semana e a cantora publicou um pronunciamento afirmando que vai pagar o valor.
Na justiça, uma advogada acusa Luísa de danos morais, porque a cantora a confundiu com uma garçonete, que a serviria numa festa. Isso, devido a cor da pele da profissional.
Em um longo texto, Luísa afirmou que vai respeitar o valor pedido pela autora, que não foi divulgado, para tentar “resolver amigavelmente”.
“Estou acompanhando tudo e meu silêncio nesses dias não é porque não queria falar sobre o assunto, mas porque eu precisava desse tempo para refletir, conversar com as pessoas e entender melhor algumas questões que achei que dominava, mas me dei conta que não”, iniciou a cantora.
“Estou lidando com essa situação como uma oportunidade para tentar ser melhor, como sempre tentei fazer todas as vezes que alguma coisa aconteceu comigo, publicamente ou não”, continuou.
“Por isso, a minha decisão é solicitar uma audiência especial para resolver amigavelmente o processo, acatando o valor pedido pela Autora”, afirmou Luísa.
De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a ação por danos morais foi aberta por Isabel Macedo de Jesus em 2019 contra a cantora e a Pousada Zé Maria.
De acordo com o processo, Isabel foi passar férias em Fernando de Noronha e enquanto assistia a um show da cantora durante um festival gastronômico na pousada, foi maltratada pela artista, que ordenou que lhe trouxesse um copo de água.
“Ao ser informada de que a autora não era funcionária, a 1ª ré se mostrou visivelmente surpresa, levando a autora a crer que tal fato se deve aos seus traços raciais, razão pela qual registrou ocorrência junto à delegacia de polícia local, que não deu crédito a seu relato”, diz um dos documentos da ação de 2019.

Quando o processo foi divulgado, em 2020, Luísa Sonza negou as acusações.

"Gente, tudo isso é mentira! Não acreditem nisso! Eu jamais teria esse tipo de atitude. Vocês me conhecem bem, sabem qual é meu caráter, minha índole. Eu jamais ofenderia outra pessoa por conta da cor de sua pele. Jamais! Essa acusação é absurda. Minha equipe já está tomando todas as providências jurídicas quanto ao caso”, disse na ocasião.
Postagem Anterior Próxima Postagem

 PUBLICIDADE