Após ser preso por estupro de vulnerável, vereador tem filiação partidária suspensa

Por Bahia Notícias

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Após ser preso no município de Ribeira do Pombal, que fica a 290 quilometros de Salvador, por estupro de vulnerável cometido na cidade de Banzaê, contra uma adolescente de 13 anos (relembre aqui), o vereador Rogério da Saúde teve a sua filiação suspensa pelo Partido dos Trabalhadores (PT). A informação foi confirmada, na noite de terça-feira (20), pelo diretório da sigla na Bahia, que ainda determinou a constituição de uma comissão paritária no âmbito do partido, com representação igualitária de homens e mulheres, para apuração disciplinar do ocorrido.
Através de nota, o partido disse que: “repudia o crime e expressa sua integral e irrestrita solidariedade à vítima, seus familiares e a todas as mulheres que sofrem violência, cotidianamente, no país e reitera seu compromisso intransigente com o combate à todas as formas de violência contra mulher. A Direção Executiva se compromete a acompanhar de perto a apuração rigorosa dos fatos”.
Para a secretária de Mulheres do PT Bahia, Jazian Mota, essa prática do vereador destoa de todo o histórico de luta do partido. “A história de luta das mulheres e homens do PT contra o machismo, que tem na violência física a mais cruel manifestação de covardia, nunca poderia admitir tal situação e não será desta vez que passará impune. Desde a fundação, o PT defende e luta por uma sociedade com igualdade de gênero. Toda a nossa trajetória é de fortalecimento da luta das mulheres e pela efetiva participação nos rumos do partido, como estratégia para enfrentamento ao patriarcado e ao machismo, seja na luta social, seja nas instâncias partidárias”, destacou.
Postagem Anterior Próxima Postagem