Neto diz que baianos perceberam que é hora de dar oportunidade a quem pode resolver problemas antigos

Candidato afirmou que o governador Rui Costa e o senador Jaques Wagner terceirizaram responsabilidades sobre a segurança pública

O candidato ACM Neto (União Brasil) afirmou nesta segunda-feira (15) que está muito otimista, “sem tirar os pés do chão”, na conquista de uma grande vitória no próximo dia 2 de outubro. “O que estou vendo e vivendo nas viagens pelo interior me dá ainda mais ânimo e gás, porque os baianos perceberam que é hora de mudar e dar oportunidade para outras pessoas que podem resolver problemas antigos”, afirmou o ex-prefeito de Salvador, em entrevista à Nova Brasil FM.
Depois de percorrer 220 cidades desde janeiro do ano passado, Neto anunciou que vai intensificar o ritmo na reta final da campanha. “Estava fazendo, em média, 15 municípios por semana. Agora, serão 20”. Perguntando sobre os 16 anos do PT à frente do governo da Bahia, Neto disse que o partido fracassou nas áreas essenciais. “Dezesseis anos poderiam não ser muito tempo se o nosso Estado estivesse em outro patamar. Mas, infelizmente, o PT colocou a Bahia na liderança em homicídios e número de desempregados, no drama da regulação e em último lugar na educação. Eles tiveram 16 anos para resolver, e nada fizeram. Pelo contrário, pioraram os nossos índices”, disse ACM Neto.
Durante a entrevista, o ex-prefeito de Salvador responsabilizou o governador Rui Costa e o senador Jaques Wagner pelo aumento da criminalidade no Estado. “Se eu ganhar as eleições, não vou terceirizar as responsabilidades, como fizeram Rui Costa e Jaques Wagner. Pelo contrário: vou encarar o problema de frente, combater os bandidos, construir presídios de segurança máxima, fazer concurso para aumentar o efetivo policial e cortar a comunicação dos detentos com a vida externa”.
Sobre a educação, o candidato do União Brasil prometeu várias ações para melhorar os índices. “Eu não aceito a Bahia ser campeã em analfabetismo e último lugar no ensino médio. Então, para acabar com esta herança do PT, vou utilizar parte de um fundo que a Bahia ganhou para fazer ações conjuntas com os municípios, vou premiar com recursos adicionais as prefeituras que tiverem melhor desempenho, vou dar um tablete para cada aluno, oferecer cursos de qualificação para os professores e levar empreendedorismo e empregabilidade para a rede estadual”.
À Nova Brasil FM, ACM Neto também falou de alguns projetos para a saúde. “Os baianos podem ter certeza que vou acabar com a fila da regulação e ‘tapar buracos assistenciais’ com a construção de hospitais. Também pretendo fazer parcerias com municípios para transformar unidades que estão funcionando em micro hospitais regionais”.
Neto também voltou a falar que está preparado para governar a Bahia com qualquer presidente escolhido pelos brasileiros. “Em vez de palavras bonitas, eu trago o meu jeito de agir, o meu jeito de governar. A melhor resposta para isso é o prefeito de Salvador que governou essa cidade por oito anos e se relacionou com três presidentes diferentes, Dilma, Temer e Bolsonaro, e nenhum deles era do meu partido, cada um com uma corrente e linha de pensamento totalmente distinta. E o que aconteceu? Não houve nenhum prejuízo para Salvador, ao contrário, fizemos o melhor governo do Brasil e transformamos a capital. E isso aconteceu porque tenho experiência e espírito público, não estou surgindo agora. Pra mim é assim: passou a eleição, vira a página. Vamos olhar para a frente. Se eu ganhar a eleição, não vou pedir o título de eleitor para saber se a pessoa votou em mim ou não, tenho a obrigação de trabalhar para todo mundo”, concluiu Neto.
أحدث أقدم

 PUBLICIDADE