'Desenrola, bate, joga de ladin': Artista baiano reivindica 'beat' da música e processa autores

Por Mauricio Leiro / Antônia Fernanda

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Um dos sucessos mais reproduzidos nas redes sociais, que invadiu o mundo com uma dança fácil, teve a participação de um baiano no "beat" que acompanha a música. Segundo o soteropolitano Alexson Gregório da Silva, a base musical da música "Desenrola, bate, joga de ladinho" é de sua autoria. Sem o crédito, Alexson decidiu judicializar a questão.
De acordo com a petição inicial obtida pelo Bahia Notícias, o artista baiano pede que seja reconhecida a autoria ou coautoria na obra em questão, determinando o percentual de 33%, ou outro percentual que o juiz responsável ache adequado, em face das receitas provenientes da composição musical em questão, além de R$ 320 mil em danos morais. O artista baiano é representado por três advogados, Marcos Paulo Fontes, Caio Cesar Alves e Eric Bastos Deiró.
Entre os alvos de Alexson estão a Warner Music Brasil, a Papatunes Studios e os cantores Lennon dos Santos - o L7nnon -, Everton Luís da Silva - o Tonzão Chagas -, além de Washington Luis Gomes - o Yuri Hawaiano. Atualmente a música disponível nas plataformas digitais tem como autores: L7nnon, Os Hawaianos, Dj Bel da Cdd e Biel do Furduncinho.
Tudo começou em 2021, quando Alexson publicou em seu canal no YouTube o vídeo denominado "Base de Funk - 'Modinha do TIK TOK' (Prod. @ackebeats)" contendo "beat" de sua autoria. O produtor trabalha com a confecção das "batidas" de músicas de funk. No vídeo, Alexson apontou na descrição do vídeo que a sua composição estaria disponível apenas para venda. Alertou, ainda, que o uso não permitido implicaria na notificação quanto aos direitos autorais e o pedido de remoção deste. Leia mais AQUI
Postagem Anterior Próxima Postagem

 PUBLICIDADE