Itália decide dissolver o Parlamento após renúncia do primeiro-ministro

Mattarella: presidente da Itália optou por convocar novas eleições após crise no governo italiano (Palácio Presidencial Italiano/Divulgação/Reuters)Foto: Reprodução / Twitter
O presidente de Itália, Sergio Mattarella, decidiu nesta na quinta-feira (21) pela dissolução do Parlamento. O anúncio acontece depois que a coalizão do primeiro-ministro Mario Draghi desmoronou.
Segundo o G1, Mattarella disse que a definição sobre as eleições antecipadas se dá porque a falta de apoio a Draghi também indicou que não havia "nenhuma possibilidade" de formar outro governo que pudesse levar a maioria dos legisladores.
Ainda não há uma data oficial para a realização de um novo pleito eleitoral. De acordo com a imprensa italiana, ela pode acontecer no dia 25 de setembro.
A constituição italiana prevê que a eleição aconteça dentro de um prazo de 70 dias. O mandato no Parlamento na Itália dura 5 anos e deveria ter ido até março de 2023.
Postagem Anterior Próxima Postagem

 PUBLICIDADE