Bolsas da Ásia fecham sem sinal único, com ganhos em Tóquio e recuo em Xangai

Foto: Divulgação

Os mercados acionários da Ásia não tiveram sinal único, nesta segunda-feira, 31. Entre os principais, Tóquio registrou ganho de quase 2%, com corporações em foco, enquanto Xangai caiu, depois de um recuo na leitura oficial do índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da China).
Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei registrou alta de 1,78%, a 27.587,46 pontos. A expectativa por crescimento nos lucros corporativos influiu, ao lado da possibilidade de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) possa desacelerar adiante o ritmo do aperto monetário nos Estados Unidos. Entre as ações, o setor de eletrônicos puxou os ganhos, com Fuji Electric em alta de 3,0% e Hitachi, de 6,0%. Toyota Tsusho fechou em alta de 8,1%, após elevar sua previsão de lucro depois de balanço forte relativo ao primeiro semestre.
Na China, a Bolsa de Xangai fechou em baixa de 0,77%, em 2 893,48 pontos, e a de Shenzhen, de menor abrangência, subiu 0,38%, a 1.886,41 pontos. Na agenda de indicadores, o PMI da indústria da China recuou a 49,2 em outubro e o de serviços caiu a 48,7, ambos abaixo da marca de 50, o que sugere contração da atividade. O ING avalia que o quadro na economia chinesa pode piorar mais em novembro, diante de alta nos casos de covid-19, da piora no quadro no setor de construção e de uma possível queda na demanda por exportações.
Na Coreia do Sul, o índice Kospi fechou em alta de 1,11% na Bolsa de Seul, em 2.293,61 pontos. Ações ligadas à tecnologia e à internet estiveram entre os destaques, com o mercado apoiado pelos ganhos no setor de tecnologia em Nova York na sexta-feira. Fornecedora da Apple, LG Innotek subiu 3,1%, após ganhos sólidos da companhia americana. O grupo de internet Naver subiu 5,9%. O tumulto no Halloween local que matou mais de 150 pessoas em Seul no fim de semana teve pouco impacto nos mercados financeiros.
Em Hong Kong, o índice Hang Seng registrou queda de 1,18%, em 14 687,02 pontos. O Morgan Stanley diz que investidores colocam um prêmio de risco mais alto em ações chinesas offshore após o Congresso partidário local, com um “vácuo político” nos próximos meses que deve desencorajar maior alocação de recursos em ações chinesas. O banco reviu sua previsão para o Hang Seng em junho de 2023 nesse contexto, de 19.400 pontos a 16.900.

Em Taiwan, o índice Taiex fechou em alta de 1,26%, em 12.949,75 pontos.

Oceania

Na Oceania, na Bolsa de Sydney o índice S&P/ASX 200 teve ganho de 1,15%, a 6.863,50 pontos. A praça australiana teve seu melhor mês desde março, com ganhos quase disseminados nesta segunda, liderados por tecnologia e consumo, mas com energia como exceção entre os setores.

Por Estadão Conteúdo
Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE