Prefeitura de Itabuna aprova projeto de reabilitação urbana e ambiental do Gogó da Ema

Projeto de Reabilitação Urbana e Ambiental do Bairro Gogó da Ema (área próximo ao Bairro Sarinha Alcântara) foi aprovado junto ao Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) através de uma concorrência da parceria da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), representada pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão (FAPEX), e a Prefeitura de Itabuna. O projeto obteve nota 8,1, superando propostas das regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul do país.
Segundo a secretária municipal de Planejamento, Sônia Fontes, com a aprovação do programa ATHIS (Assessorias Técnicas para Habitação de Interesse Social) as instituições parceiras e a Prefeitura terão condições de elaborar projetos de melhoria ambiental do bairro, nascido em condições subnormais (favelas), principalmente depois das consequências das chuvas e enchentes do final de dezembro do ano passado, e reabilitar áreas degradadas.
A parceria entre a UFSB/FAPEX nasceu de um projeto de melhorias habitacionais, regularização urbanística e fundiária segundo a Lei Federal nº 13.465/2017 – REURB. Além disso, o programa ATHIS também prevê atividades culturais, de geração de renda, educação ambiental e ações de prevenção e mitigação de riscos causados pelas enchentes, de acordo com o coordenador do projeto Professor Doutor da UFSB, Joel Pereira Filipe.
Para que a cidade participasse do Chamamento Público de Apoio Institucional nº 5/2022 do CAU/BR foi importante, segundo a titular da SEPLAN, o convite do urbanista Neilton Dórea do CAU/BA que se mostrou interessado em cooperar com os esforços da Prefeitura em melhorar as condições de vida da população de áreas degradadas no pós-enchentes.
No Projeto de Reabilitação Urbana e Ambiental do Bairro Gogó da Ema, em Itabuna (Bahia), também terá participação a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (SEMPS) e a Coordenação da Defesa Civil da Secretaria de Segurança e Ordem Pública (SESOP), Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo (SIURB), Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente (SEAGRIMA) e EMASA.
A secretária Sônia Fontes acrescenta que um Escritório de Estudos Técnicos será instalado com recursos da CAU/BR. “A parceria com a UFSB/FAPEX foi exitosa, estamos felizes em poder iniciar um programa de longo alcance social, inclusive pela possibilidade de desenvolver oficinas com o apoio do SENAC e outros órgãos. Itabuna concorreu com outros 22 municípios brasileiros e conseguimos aprovação em 1º lugar no Chamamento Público”, finalizou.
Postagem Anterior Próxima Postagem

 PUBLICIDADE