A 10 dias da eleição, Lula lidera em 13 estados; Bolsonaro em 8

Por Bahia Notícias

Foto: Reprodução

A 10 dias da eleição, pesquisas de intenção de voto apontam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera em 13 estados, enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL) está na frente em oito. Há situação de empate técnico em cinco unidades da Federação. Na Paraíba, não foram divulgados resultados de sondagens dentro dos critérios estabelecidos pela reportagem. O levantamento é do Metrópoles.
O empate técnico é considerado não apenas quando os dois candidatos possuem o mesmo percentual de votos, mas também quando os índices oscilam dentro da margem de erro e levam ambos a um patamar em comum. É o que ocorre em Mato Grosso do Sul, por exemplo, onde Bolsonaro pontua 40%, contra 36% de Lula, de acordo com a pesquisa Ipec (ex-Ibope) mais recente. Apesar de registrarem percentuais distintos, na margem de erro do levantamento – de três pontos percentuais –, o atual presidente pode variar entre 37%, no valor mínimo, e 43%, no mais alto. Já o petista, vai de 33% a 39%.
Outros quatro estados apresentam o mesmo panorama: Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Tocantins. Para o levantamento, o Metrópoles considerou as consultas mais recentes realizadas pelos institutos Ideia, Ipec, Datafolha e Ipesp, registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até 22 de setembro. Nessas condições, a Paraíba foi o único estado que não teve resultados de pesquisas presidenciais divulgados neste mês. Em todos os casos, os números se referem ao cenário estimulado — quando é apresentada ao eleitor uma lista de nomes.

Enquanto Lula e o PT mantêm a hegemonia nos estados do Nordeste, Bolsonaro lidera em duas das três unidades da Federação da Região Sul. A exceção é o Rio Grande do Sul, onde há empate técnico. O panorama atual nesses lugares é semelhante ao de 2018, quando Fernando Haddad venceu no Nordeste, e o então deputado federal e agora presidente levou a melhor em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.
A principal diferença é Minas Gerais. Nas últimas eleições, Bolsonaro conquistou a maioria de votos no estado. Agora, é Lula quem lidera isolado no segundo maior colégio eleitoral do país.
Como foram consideradas as sondagens recentes, e não um agregador de pesquisas, pode haver distorções. Agregadores se atentam à média de todos os levantamentos sobre a distribuição das intenções de voto em cada estado, o que contorna variações nos resultados regionais motivadas por diferentes margens de erro.
Além disso, cabe pontuar que cada instituto possui sua metodologia (presencial ou por telefone), o que também pode gerar alguns resultados diferentes. Os levantamentos analisados são aqueles com resultados publicados até quinta-feira (22/9).
Postagem Anterior Próxima Postagem

 PUBLICIDADE