Morre, aos 61 anos, o poeta pernambucano Miró da Muribeca

Foto: Rodrigo Ramos/Fundarpe

Morreu no domingo (31), aos 61 anos, o poeta e cronista João Flávio Cordeiro da Silva, conhecido pelo nome artístico de Miró da Muribeca. Autor de mais de 15 livros publicados, o escritor das ruas do Recife enfrentava um câncer com metástase desde 2020.
O falecimento, em um hotel na região central da capital pernambucana, foi informado pela assessoria do artista através de uma publicação nas redes sociais. "Comunicamos a todos os amigos, fãs e seguidores, que nosso poeta Miró da Muribeca encantou-se nesta manhã de domingo", diz a nota postada no Instagram, acompanhada de uma imagem preta.
"Em breve, daremos mais informações sobre a cerimônia de despedida. Pedimos desculpas se não conseguirmos responder às manifestações de pesar", completou um segundo trecho da mesma postagem.
Os músicos Jorge Du Peixe, Karina Buhr e o poeta Sérgio Vaz foram alguns dos famosos que usaram o espaço dedicado aos comentários para lamentar a partida do colega.
Além da produção de livros, seu repertório de criações inclui incontáveis poemas, alguns deles traduzidos para o espanhol e para o francês. Ele é um dos autores brasileiros cujas obras compõem o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.
O velório de Miró acontece hoje, a partir das 16h, na Capela do Cemitério Santo Amaro, em Recife. O sepultamento está marcado para esta segunda (1).
Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade

 PUBLICIDADE

Publicidade