Em prisão domicilar, Roberto Jefferson pede ao TSE o registro de sua candidatura à Presidência


O PTB pediu na sexta-feira (21) ao Tribunal Superior Eleitoral o aval à candidatura de Roberto Jefferson à Presidência da República, com Padre Kelmon (PTB) na vice. O relator da solicitação é o ministro Carlos Horbach.
Jefferson, anunciado como candidato em 1º de agosto, não compareceu à convenção nacional do partido porque cumpre prisão domiciliar.
Ele foi detido no ano passado por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, no âmbito de um inquérito que apura a atuação de milícias digitais contra a democracia. No início de 2022, o ex-deputado federal passou a cumprir prisão domiciliar.
Postagem Anterior Próxima Postagem