Justiça nega recurso e mantém Paulo Carneiro fora do Vitória

Por Glauber Guerra

Foto: Paulo Victor Nadal/ Bahia Notícias

Ex-presidente do Vitória, Paulo Carneiro sofreu mais um revés na Justiça na terça-feira (26). Por unanimidade, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) negou um recurso impetrado por PC para anular a decisão da Assembleia Geral Extraordinária, que o destituiu da presidência da agremiação por gestão temerária em maio deste ano (relembre aqui). A decisão ainda cabe recurso.
A defesa e a estratégia do clube foram feitas por um grupo de juristas integrantes do Conselho Deliberativo, formado por Nilton Almeida, Dilson Pereira Junior, Eduardo Ferreira e Mhercio Cerqueira. O grupo de causídicos conseguiu convencer os magistrados que as decisões tomadas pelo Conselho Deliberativo aconteceram com lisura e observância das regras estatutárias.
O caso foi julgado por Cassinelza da Costa Santos Lopes (juíza substituta), pela desembargadora Heloisa Pinto de Freitas Vieira Graddi e o desembargador Adriano Augusto Gomes Borges.
Desde que foi afastado temporiamente da presidência do Vitória em setembro do ano passado, Paulo Carneiro tem tentado voltar ao cargo por meio da Justiça, mas teve todos os seus pedidos negados.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade

 PUBLICIDADE

Publicidade