Homens são presos por estuprarem filhas de 3 e 11 anos em Itacaré e Barra; criança disse que 'preferia morrer' a ver pai novamente


Dois homens foram presos por estuprarem as próprias filhas, com idades de 3 e 11 anos, nas cidades de Itacaré e Barra, que ficam nas regiões sul e oeste da Bahia, respectivamente.
No caso de Barra, o crime foi praticado em novembro.
O estupro foi descoberto porque a vítima começou a recusar passar o final de semana com o pai.
Segundo a polícia, em conversa com a mãe a garota disse que "preferia morrer a ver o pai de novo".
A mulher, então, pressionou a filha para que contasse o que estava acontecendo, e a criança relatou o estupro.
Com essas informações, a polícia pediu a prisão dele à Justiça. Com a autorização judicial, Odon de Alencar Júnior, 32 anos, foi preso na tarde da última quinta-feira (28).
Ele foi encontrado enquanto trabalhava em uma empresa consertando computadores. A vítima passa por acompanhamento psicológico.
No caso de Itacaré, o investigado é um homem de 52 anos. A Polícia Civil não divulgou a identidade dele, que fugiu para São Paulo, onde foi detido. Ele também foi detido por mandado de prisão. O crime foi cometido em 2020, mas a polícia não detalhou as circunstâncias.
Conforme a polícia, a criança passou por atendimento psicossocial. O laudo psicológico atestou que, apesar da pouca idade, a vítima relatou com riqueza de detalhes o ato criminoso. O investigado passou a ser monitorado pelo Serviço de Investigação, que o encontrou em São Paulo, na capital.
Ele foi preso no bairro de Jaraguá e será encaminhado para a Coordenação de Polícia Interestadual (Polinter) da Bahia, e ficará à disposição da Justiça.
Postagem Anterior Próxima Postagem

 PUBLICIDADE