Auxílio cuidador para famílias carentes de pacientes com doenças raras

Me chamo Gildenia Farias, sou mulher de um paciente chamado yury Machado Martins, internado com um câncer raríssimo chamado Linfoma de Burquetti. E vivenciando toda essa luta contra o câncer do meu marido, me vejo abandonada e sozinha. Além da dor de correr o risco de perde-lo, ainda tenho que lhe dar com as preocupações financeiras das contas atrasadas e a falta de recursos até mesmo pra cuidar da minha saúde. Tive que largar o emprego para praticamente morar dentro dos hospitais com ele. Somos de família carente. E ao longo desses 7 meses de luta contra o câncer eu pude presenciar a dor de muitas famílias que as vezes não tem dinheiro nem mesmo pra fazer uma refeição digna, pra comprar um remédio ou simplesmente comprar ítens básicos de cuidados pessoais como fraldas por exemplo. É lastimável ter que passar necessidades porque você escolheu cuidar de quem ama em detrimento de trabalhar. Por este motivo, e pensando não somente em mim e meu esposo, mais no bem comum de todas as famílias carentes que estão enfrentando dificuldades financeira para cuidar de seus entes queridos com doenças raras, eu venho pedir o apoio do governo para auxiliar com um salário mínimo chamado auxílio cuidador, a todas as famílias carentes que estão com pacientes cadastrados no SUS e que comprovadamente através de um banco de dados do sistema de saúde podem exercer o direito de está ao lado do seu ente querido e ainda sim ser amparado financeiramente pelo estado com um salário mínimo. Ninguém escolhe ficar doente. Ninguém escolhe largar tudo, seu trabalho, seus estudos, sua vida para cuidar de quem se ama. Como família é nosso dever ficar ao lado de nossos entes queridos. Me sinto indignada e revoltada com o descaso público para com as vidas. Principalmente com os mais necessitados. Muitos pacientes nem tem a chance de fazer um tratamento digno, pois esperam muito tempo em fila de espera no SUS, o que acaba comprometendo o tratamento e levando muitas vidas a óbito. O estado não pode ser omisso com essa situação. E nós quanto sociedade não podemos nus calar. Por um projeto de lei que ampare as famílias carentes dos pacientes com câncer e outras doenças raras, eu faço essa petição a sociedade. Precisamos da sua assinatura para tornar realidade esse projeto do auxílio cuidador.
Postagem Anterior Próxima Postagem

 PUBLICIDADE