Colisão entre caminhonete e carreta deixa graves feridos na BR-415 em Ibicaraí

Segundo o pré-candidato ao governo do Estado, Bolsonaro "quer transferir essa responsabilidade para a iniciativa privada"

Foto: Divulgação/Arquivo

Pré-candidato ao governo do Estado pelo PT, o ex-secretário Jerônimo Rodrigues repudiou a decisão do novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, de realizar estudos visando privatizar a Petrobras, medida adotada com aval e apoio do presidente Jair Bolsonaro.
“Nunca a gasolina esteve tão cara. Ninguém aguenta mais. Incapaz de conter a alta dos preços dos combustíveis, o presidente agora quer transferir essa responsabilidade para a iniciativa privada”, escreveu o petista, no Twitter.
“Depois de privatizar nossa refinaria Landulpho Alves, ele quer privatizar a Petrobras. O povo não pode pagar mais essa conta”, emendou.
“Não à privatização da Petrobras. Não ao aumento abusivo dos combustíveis. O povo quer um presidente com coragem de enfrentar os problemas e não alguém que coloque nosso patrimônio à venda”, concluiu Jerônimo.
Postagem Anterior Próxima Postagem