Vyni, do BBB 22, fala de Eliezer, haters e ajuda à família: 'Não estou atrás de contatinhos, quero contratos'

Eliminado do Big Brother celebra oportunidades pós-reality: 'Minha avó não vai mais precisar acordar às cinco da manhã e dormir às onze da noite na beira de um fogão'; veja mais!

Vyni, do BBB 22, em ensaio exclusivo — Foto: Divulgação/Trumpas


Antes de entrar no Big Brother Brasil, Marcus Vinicius Fernandes de Sousa — o Vyni do BBB 22 — se preparou para, como ele mesmo define, o pior — "piada, comentário maldoso, qualquer coisa que pudesse me afetar" — e se armou como se arma quem está acostumado a só lidar com os espinhos da vida.
Só que na casa mais vigiada do Brasil, o que ele encontrou foi o oposto. "Fiquei meio sem saber o que fazer", explica.
O resultado — foi chamado de carente, taxado de planta e criticado em proporções que desequilibrariam até a mais centrada das pessoas.
"Foi a coisa mais louca que já fiz na minha vida — e olha que já fiz muita coisa louca na minha vida. Foi uma experiência surreal. Principalmente de autodescoberta e autoconhecimento."
Aqui fora, o cearense do Crato, de 24 anos, tenta organizar em palavras o que pode ter afetado sua trajetória dentro do programa.
"O tempo foi passando e fui me fechando, para mim e para as relações. Esquecendo de me priorizar e priorizando mais as outras pessoas."
Pouco menos de um mês após sua eliminação, Vyni — que posou para o fotógrafo Trumpas no ensaio exclusivo que ilustra esse conteúdo — reflete sobre a experiência no reality, a amizade com Elezer — e a opinião dos haters sobre isso —, as oportunidades e novos projetos que estão surgindo em sua vida e de que forma pretende ajudar a sua família. Leia a matéria completa...
Postagem Anterior Próxima Postagem