Ucrânia afirma que cerca de 19 mil soldados russos morreram na guerra

A Ucrânia ainda informou outras perdas de equipamentos militares do lado das tropas de Vladimir Putin

Foto: Folhapress

A Ucrânia divulgou nesta sexta-feira (8) que cerca de 19 mil soldados russos morreram desde o início da ofensiva no país, em 24 de fevereiro. As informações foram divulgadas através de mensagem no Telegram do Centro de Comunicações Estratégicas e Segurança da Informação da Ucrânia.
“Quantos ocupantes não voltarão para casa. Perdas totais estimadas de russos, de acordo com o Estado-Maior durante a guerra: cerca de 19.000 pessoas”, divulgou o comunicado das autoridades locais. O governo da Ucrânia reforçou o levantamento, informando que o número representa “o total de perdas estimadas do inimigo em 8 de abril”.
Na quinta-feira (7), a Rússia reconheceu que sofreu baixas importantes entre seus militares na Ucrânia, nas palavras do porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, que não especificou números de militares russos mortos no combate.
A Ucrânia ainda informou outras perdas de equipamentos militares do lado das tropas de Vladimir Putin, entre eles: 700 tanques, 333 sistemas de artilharia, 1.891 veículos blindados, 108 sistemas de disparo de mísseis e voleios, 55 meios de defesa aérea, 150 aeronaves e 135 helicópteros.
Segundo a Ucrânia, os russos também tiveram outras destruições de equipamentos, incluindo cerca de 1.361 unidades de veículos automotores, 7 navios/barcos, 76 tanques, 112 drones e outros veículos aéreos não tripulados, 25 unidades de equipamentos especiais, 4 lançadores de sistemas de mísseis operacionais e táticos.
A Rússia reconheceu nesta quinta-feira (7) que sofreu baixas importantes entre seus militares na Ucrânia, nas palavras do porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, que não especificou números de militares russos mortos no combate.
“Temos perdas significativas de tropas e é uma grande tragédia para nós”, disse o porta-voz ao canal britânico Sky News em entrevista ao canal privado britânico Sky News, sem informar o número das baixas.
No dia 25 de março, o exército de Vladimir Putin reconheceu que havia perdido 1.351 soldados e que outros 3.825 ficaram feridos desde o início de sua ofensiva na Ucrânia em 24 de fevereiro. Esta foi apenas a segunda vez que Moscou atualizou os números desde que os ataques começaram.
O primeiro boletim havia sido divulgado em 2 de março e anunciava 498 baixas no Exército russo e 1.597 feridos.
Questionado pelo canal privado, Peskov não quis responder à pergunta sobre quantos militares russos foram mortos na guerra, pois, segundo ele, os números de vítimas do país ainda não foram “duplamente confirmados”.
Postagem Anterior Próxima Postagem