Suspeito de matar personal trainer itabunense foi liberado após prestar depoimento à polícia

O suspeito de matar a tiros o personal trainer Ronaldo Santos se apresentou ontem (14) à Polícia Civil em Colombo, região metropolitana de Curitiba. De acordo com a corporação, ele estava junto dos advogados e foi interrogado, mas optou por falar apenas ao longo do processo.
A polícia afirmou também que o suspeito foi liberado em seguida por não estar em situação de flagrante. As investigações do caso continuam.
Na segunda-feira (11), o advogado do homem suspeito entregou a arma supostamente usada no crime à polícia, em Telêmaco Borba, na região central do Paraná. A informação foi confirmada pela Polícia Civil ao G1.
O personal Ronaldo Santos, de 40 anos, foi morto na madrugada do dia 7 de abril, ao sair de uma academia no bairro Campo Pequeno, em Colombo.
De acordo com a Polícia Militar (PM), Santos trabalhava na academia e, pouco depois da meia-noite, foi abordado por duas pessoas que chegaram em um carro de cor preta e atiraram contra ele. O personal, conforme a polícia, foi baleado e tentou fugir, porém morreu no local. (Com informações do G1)
Postagem Anterior Próxima Postagem