Bolsa recua pela quarta sessão seguida; dólar cai para R$ 4,61

Apesar do aumento do lucro, a queda no volume de produção de aço e de minério foi recebida de maneira negativa pelos analistas

Foto: Paul Whitaker / Reuters
Mantendo a toada negativa já observada ao longo das últimas três sessões, a Bolsa brasileira voltou a recuar na quarta-feira (20).
O Ibovespa, principal índice acionário do mercado local, fechou a sessão em queda de 0,62%, aos 114.343 pontos.
Entre as maiores quedas do dia, os papéis da Usiminas cederam 6,34%, negociados a R$ 12,27.
A empresa siderúrgica divulgou nesta quarta um lucro líquido de R$ 1,26 bilhão no primeiro trimestre de 2022, o que corresponde a uma alta de 5% em relação a igual período do ano anterior.
Apesar do aumento do lucro, a queda no volume de produção de aço e de minério foi recebida de maneira negativa pelos analistas de mercado.
“A queda no volume do minério, aliado ao clima desfavorável, impactou fortemente o resultado da empresa. Além disso, a queda nas exportações também teve impacto negativo nas margens da Usiminas”, diz Rodrigo Crespi, analista de mercados da Guide Investimentos.
Os papéis da Vale também tiveram forte queda nesta quarta, de 2,60%, cotados a R$ 85,40, após a mineradora reportar na véspera um volume de produção abaixo das projeções.
“Apesar das expectativas para a produção de minério já estarem ancoradas para baixo neste primeiro trimestre de 2022, os números divulgados vieram abaixo de nossas estimativas e o mercado deve reagir negativamente aos números apresentados”, apontam os analistas da Ativa.
No campo positivo, as ações do Assaí avançaram 1,53%, a R$ 16,59. A rede de atacarejo informou nesta terça-feira (19) que suas vendas do primeiro trimestre, no conceito mesmas lojas, criadas há pelo menos 12 meses, cresceram 6,7% ante o mesmo intervalo do ano anterior.

DÓLAR VOLTA A CAIR NO BRASIL NA QUARTA

No câmbio, o dólar voltou a recuar frente ao real nesta quarta. A moeda americana cedeu 1,04%, a R$ 4,6190, em uma sessão de menor aversão ao risco por parte dos investidores em escala global.
Nos Estados Unidos, o índice de ações Dow Jones avançou 0,71%, enquanto o S&P 500 fechou perto da estabilidade, em leve baixa de 0,06%. Já o Nasdaq, que concentra ações de tecnologia, recuou 1,22%, arrastado pela forte depreciação da Netflix.
As ações da plataforma de streaming recuaram 35,1%, após já terem registrado perdas de quase 25% no “after-market” na véspera.
A forte venda dos papéis vem na esteira do anúncio da Netflix de que perdeu cerca de 200 mil assinantes no primeiro trimestre do ano.
Foi a primeira vez que a empresa registrou um recuo no indicador em uma década. E a projeção é que o número continue caindo no segundo trimestre.
“Olhando para o futuro, a Netflix ofereceu uma previsão sombria, prevendo que perderia 2 milhões de assinantes, apesar do retorno de séries tão esperadas como “Stranger Things” e “Ozark” e a estreia do filme “The Grey Man”, estrelado por Chris Evans e Ryan Gosling”, aponta a XP.

Por Lucas Bombana
São Paulo, SP
Postagem Anterior Próxima Postagem