Superlotação na agência do Bradesco de Camamu provoca sobrecarga de trabalho, denuncia sindicato

Nesta quinta-feira (10), dirigentes do Sindicato dos Bancários de Ilhéus passaram pela agência do Bradesco, em Camamu, para realizar uma ação referente ao Dia da Mulher, mas encontraram na unidade um situação totalmente caótica.
O banco estava lotado e bancários sobrecarregados pela alta demanda do atendimento e outras atividades laborais. Apenas três trabalhadores, uma funcionária, um gerente geral e outra administrativo, que não estava sequer realizar a sua função, tomado por conta de outras tarefas.
“Este colega estava contando dinheiro e corria pra atender cliente, notadamente sobrecarregado de trabalho. Essa demanda, nós já levamos a Regional por diversas vezes e nunca deu nunca deram mínima importância. Tivemos algumas reuniões com o gerente regional e ele não deu a mínima importância, muito menos solução”, assegurou um dirigente sindical que presenciou o caos na agência.
“Essa é uma unidade com muito movimento, porque o Bradesco de Camamu é o único banco privado da cidade. Então é uma agência com alta demanda e está sem solução até hoje. Sabemos que essa sobrecarga de trabalho pode afetar a saúde dos colegas, além de prejudicar o atendimento aos clientes”, concluiu o sindicalista.
Postagem Anterior Próxima Postagem