Putin exige que ‘nacionalistas’ ucranianos de Mariupol deponham as armas


O presidente russo, Vladimir Putin, subordinou nesta terça-feira (29) a “solução” da situação humanitária na cidade sitiada de Mariupol ao desarmamento de grupos “nacionalistas” ucranianos, informou o Kremlin.
Em uma conversa telefónica com o seu homólogo francês, Emmanuel Macron, Putin “enfatizou que, para resolver a situação humanitária naquela cidade [Mariupol], os milicianos nacionalistas terão de acabar com a sua resistência e depor as armas”, apontou o Kremlin em um comunicado.
Segundo essa mesma fonte, Putin informou ao seu homólogo francês sobre as “medidas tomadas pelo exército russo para entregar ajuda humanitária de emergência e garantir a evacuação segura dos civis” na Ucrânia.
O Kremlin acrescentou que os dois líderes também falaram das negociações entre Rússia e Ucrânia, que aconteceram nesta terça-feira em Istambul, assim como da decisão de Moscou de exigir que o gás russo seja pago em rublos.

Concordaram em seguir em contato”, acrescentou o Kremlin.

Romênia distribuirá pílulas de iodo por risco nuclear na Ucrânia
A Romênia, país que faz fronteira com a Ucrânia, distribuirá pílulas gratuitas de iodo para a população na próxima semana, para se “preparar” para um possível incidente nuclear relacionado à invasão russa da Ucrânia, anunciou o governo nesta terça-feira(29).
“Não podemos descartar totalmente” esse risco e “sabemos que, em caso de acidente, não há tempo para distribuir os comprimidos”, disse o ministro da Saúde, Alexandru Rafila, em entrevista coletiva. Continue lendo...
Postagem Anterior Próxima Postagem