Porto Seguro: indígena é morto após reclamar de som em paredão

Local da festa fica a 500 metros da aldeia - Foto: Reprodução | Radar 64

Um indígena pataxó foi morto a tiros, no fim da noite de domingo, 13, na Orla Norte de Porto Seguro, após reclamar do som alto em uma casa onde era realizada uma festa conhecida como ”encontro de paredões”.
Vítor Brás Souza, 21 anos, liderança dos jovens estudantis da aldeia Novos Guerreiros, chegou a ser encaminhado ao Hospital Luís Eduardo Magalhães e não resistiu.
De acordo com o site Radar 64, Vítor e outras lideranças indígenas, dentre elas o cacique, foram até a residência, na região da Ponta Grande, reclamar do barulho, que de acordo com o indígena, estava "tirando a paz e a tranquilidade de toda a aldeia”, localizada a 500 metros do local do evento.
Postagem Anterior Próxima Postagem