Polícia pede prisão de suspeito de matar líder indígena

Foto: Redes Sociais

A Polícia Civil pediu a prisão preventiva do suspeito da morte do indígena Vitor Braz de Souza, 22 anos, da etnia Pataxó, assassinado a tiros, na segunda-feira (14), na localidade de Ponta Grande, em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia. O nome do suspeito não foi divulgado.
Outro homem, que estaria na companhia do atirador, foi conduzido para a delegacia na terça (15), onde prestou depoimento.
Desde a segunda, a polícia já havia informado que o autor dos disparos havia sido identificado e que o pedido de prisão seria feito. Na ocasião, o delegado Wendel Ferreira, responsável pelas investigações, afirmou que, pelo menos, cinco testemunhas haviam sido ouvidas.
Postagem Anterior Próxima Postagem