Ex-prefeito de Ilhéus e ex-deputado, Jabes Ribeiro completa 70 anos

Ex-prefeito de Ilhéus por quatro mandatos e ex-deputado federal, o advogado e professor Jabes Ribeiro, considerado uma das mais expressivas lideranças políticas da região Sul da Bahia, completa 70 anos de vida nesta segunda-feira, 14 de março. Costumeiramente, Ribeiro comemora a data natalícia presente à sessão de abertura dos trabalhos da Academia de Letras de Ilhéus (ALI), que integra como um dos imortais. Mas, este ano, em razão das tratativas políticas no cenário da Bahia, que envolvem seu partido, o PP (Partido Progressista) – do qual é secretário-geral, o ex-prefeito não comparecerá à solenidade.
Nascido em Itabuna, filho do motorista José Ribeiro e dona Anita, Jabes é o mais velho de sete irmãos (Jadon, Joabs, José, John, Joás, Jefferson e Jeanne). Possui três filhos – Jabes Júnior, Bárbara e Caio. Há 35 anos é casado com Adryana Magalhães, companheira inseparável de sua história. A família do Senhor José Ribeiro, funcionário da Sulba, transferiu-se para Ilhéus, cidade onde Jabes iniciou a carreira política há 46 anos.
De perfil progressista, Jabes Ribeiro ingressou na política vocacionado pelos ideais democráticos e estimulado pela militância no movimento estudantil, ao exercer a presidência do Centro Acadêmico João Mangabeira da Faculdade de Direito de Ilhéus, em 1972. A estreia na disputa eleitoral aconteceu em 1976, quando foi candidato a vice-prefeito pelo MDB, ao lado do médico Jorge Viana.
O jovem professor, de fácil oratória, presente nos movimentos populares, começa a despontar como liderança política no município. Em seguida, exerce o cargo de secretário de Educação de Ilhéus, no biênio 1981-82, durante o primeiro mandato do então prefeito Antônio Olímpio Rhem da Silva, e obtém grande destaque político pelo desenvolvimento do programa de interiorização do ensino.
Ainda em 82, candidatou-se a prefeito de Ilhéus, ao lado do médico Álvaro Figueiredo, e sagrou-se vencedor nas urnas pela primeira vez, aos 29 anos, para exercer o mandato (1983-88) que o transformou em uma liderança política no Sul da Bahia. Como prefeito de Ilhéus, realizou a maior intervenção em melhorias urbanas da cidade nos últimos 50 anos, priorizou ações como o Projeto Viva o Morro, nas zonas periféricas e rural, e as políticas públicas nas áreas de educação e saúde.
Promoveu um programa de revitalização da cultura e da história da cidade, com a reconstrução e preservação de importantes equipamentos do patrimônio arquitetônico vinculado à obra literária do escritor Jorge Amado, como Teatro Municipal e a Casa de Cultura Jorge Amado.
Articulado com as bandeiras do municipalismo, Jabes ganhou projeção em toda a Bahia e foi um dos coordenadores da memorável campanha que elegeu Waldir Pires governador do estado, em 86, quebrando a hegemonia política do carlismo. Foi fundador da AMURC - Associação dos Municípios da Região Cacaueira, onde exerceu três mandatos, instituição que se mantém ativa no cenário político, atualmente presidida pelo prefeito de Itajuípe, Marcone Amaral. Foi também membro do Conselho Deliberativo da CEPLAC – Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (1984/86) e diretor da Confederação Brasileira dos Municípios – CBM – (1986/88).
Ribeiro exerceu o cargo de secretário do Trabalho e Bem Estar Social da Bahia (1989-90), quando desenvolveu uma série de ações de valorização do trabalho e dos trabalhadores, através da mediação de conflitos e negociações salariais, combate ao desemprego, incentivo à profissionalização e capacitação de vários segmentos de trabalhadores. Através do Instituto Mauá, promoveu a produção e promoção do artesanato baiano.
Em 1990, foi eleito deputado federal pelo PSDB. Como parlamentar, dedicou o mandato à defesa do trabalho e dos trabalhadores, com especial atenção aos segmentos vinculados à cadeia produtiva do cacau. Foi vice-presidente da Comissão do Trabalho da Câmara, membro da Comissão de Agricultura e Política Rural (1991/92), integrante de diversas frentes parlamentares e obteve avaliação de “Deputado Nota Dez”, pelo DIAP (Departamento Intersindical de Avaliação Parlamentar).
Após o mandato de deputado federal, foi novamente eleito prefeito de Ilhéus em 1996 e reeleito em 2000, exercendo mais duas gestões à frente do município. Nesse período, desenvolveu programas importantes de modernização nas áreas urbanísticas, social, cultural e econômica, com diversificação das atividades produtivas, com destaque para o turismo cultural.
Como gestor municipal, foi quem mais investimentos realizou na educação e na cultura, com a recuperação de importantes legados do patrimônio histórico da cidade. Dentre essas realizações, a reconstrução do Espaço Bataclan, a restauração do prédio histórico General Osório e implantação da Biblioteca Pública Adonias Filho e do Arquivo Público Municipal. Decretou o tombamento do Bar Vesúvio, promoveu a sua restauração e o devolveu à iniciativa privada. Implantou o Quarteirão Jorge Amado, restaurou o Palácio Paranaguá, doou uma sede para a Academia de Letras de Ilhéus, criou a Universidade Livre do Mar e da Mata (Maramata) e conquistou, junto ao Governo do Estado, a construção do Centro de Convenções Luiz Eduardo Magalhães e do Mercado de Artesanato.
Mantendo-se fiel aos princípios municipalistas, foi vice-presidente da Associação Brasileira de Municípios Portuários (1998/2000). Em 2001, foi eleito membro da Academia de Letras de Ilhéus. Após o terceiro mandato como prefeito, atuou como assessor especial do Governo da Bahia.
Foi eleito novamente prefeito de Ilhéus em 2012, para o exercício do terceiro mandato (2013-2016). Nesse período, enfrentou muitos desafios, como a implantação do Programa de Ajuste Fiscal e a realização de projetos estruturantes para a modernização do município, a exemplo da nova ponte entre o centro e o bairro Pontal, o programa de saneamento básico da zona sul, a construção do Hospital Regional Costa Cacau, e o maior projeto de habitação popular da cidade, com 4.400 novas unidades residenciais, em parceria com o Programa Minha Casa Minha Vida.
Aos 70 anos, Jabes Ribeiro vive intensamente a política no seu dia a dia, sempre antenado diante dos problemas de Ilhéus, da Bahia e do País. Além de prefeito que mais realizou obras para o desenvolvimento de Ilhéus, é uma das referências da Bahia na área da articulação política. Com ou sem mandato público, Jabes se notabiliza na cena política, contribuindo para a excelência do debate democrático e para a conquista de uma sociedade cada vez mais justa e igualitária.
Postagem Anterior Próxima Postagem