Com dois pênis, menino de 7 anos faz cirurgia para retirar um dos órgãos

Foto: JAFAR AHMED / Unsplash

Médicos do Uzbequistão relataram um caso muito raro de um menino que nasceu com dois pênis funcionais, uma anomalia que ocorre com um a cada seis milhões de homens. Ao nascer, o menino também não tinha ânus, condição conhecida como atresia anal. As informações são do portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias.
Em um artigo publicado na revista Science Direct, os médicos contaram que a criança tinha os dois órgãos completamente desenvolvidos, conseguindo urinar por ambos, o que significa que ele tinha duas uretras separadas.
A criança viveu com os dois pênis até os 7 anos de idade, quando passou por uma cirurgia para a retirada de um dos órgãos genitais. A difalia pode causar problemas nos testículos, no trato digestivo e urinário.
Durante a operação, o pênis esquerdo foi removido e seu fluxo de urina foi redirecionado para o lado direito. O paciente se recuperou completamente depois de dois meses, quando conseguiu voltar a usar o banheiro.

Atresia anal

A atresia anal é uma condição congênita que afeta um em cada 1.500 bebês. Ela está relacionada a um problema na perfuração da membrana que separa o intestino do ânus.
No caso do menino do Uzbequistão, o problema foi corrigido logo após o nascimento. Os médicos não entenderam, no entanto, por que demorou sete anos para ele ter o pênis duplo removido.
Postagem Anterior Próxima Postagem