Bill Gates: ‘Países ricos deveriam comer apenas carne sintética’

“Trocar gado por carne vegetal não soa como uma boa opção para todos, mas o consumo de plantas pode ser benéfico…”

Em entrevista ao site Technology Review, Bill Gates, fundador da Microsoft, disse que as nações ricas ajudariam mais no combate às mudanças climáticas se o seu consumo de carne fosse feito apenas na forma sintética do alimento – isso significa também o consumo de carnes vegetais.
O bilionário, que está lançando o livro “How to Avoid a Climate Disaster” (Como evitar um desastre climático, em tradução livre), afirmou que as nações ricas deveriam fazer a mudança para reduzir a emissão de metano no planeta, resultado da criação de gado.
“A recompensa para quem consome verde é modesta o suficiente para que você possa mudar o comportamento das pessoas ou usar regulamentação para mudar totalmente a demanda”, disse Gates na entrevista. “Então, para mudar a carne nos países de renda média e acima, acho que é possível.”
Ainda sim, Gates reconheceu que a mudança para o mercado e para os consumidores pode parecer assustadora e difícil de seguir. “Trocar gado por carne vegetal não soa como uma boa opção para todos, mas o consumo de plantas pode ser benéfico, tanto para o clima quanto para a saúde das pessoas”, disse ele.
Apesar de carnes sintéticas não representarem nem 1% da produção global do alimento, Gates acredita que a substituição pode trazer mudanças na competição dentro da indústria de alimentos. Segundo ele, gigantes do setor, como a Impossible Foods e a Beyond Meat, possuem planos sólidos, o que deixa mais perto uma adoção em escala maior dos alimentos.

Estadão Conteúdo
Postagem Anterior Próxima Postagem