O silêncio de Augusto Castro diante das entrevistas que criticaram o desempenho à frente da prefeitura (parte 1)

Por Pauta Blog

Foto: Jefferson Peixoto / Ag Haack / Bahia Notícias

Augusto Castro (PSD) dormiu. Sonhou. Acordou e assumiu a glamorosa Prefeitura de Itabuna. Logo, passaram-se quase 14 meses (com 29% de tempo da gestão dos 4 anos) e a falta de paciência veio em forma de ataques declarados em entrevistas na última semana. Ora ataques certeiros, ora sem respostas. Até o exato momento, o excelentíssimo não ‘acordou’ para rebatê-los e/ou ainda está digerindo as “broncas” recebidas. Calou-se.
A primeira entrevista que veio para torpedear o ex-carlista Augusto Castro foi do ex-deputado e atual presidente do PL na Bahia, José Carlos Araújo. O Pauta Blog entrevistou o cinquentenário político durante a passagem pelas terras grapiúnas e o curioso é que a intenção não era pautar a avaliação da gestão de Augusto. Mais curioso ainda é que, ao pedir que o ex-parlamentar fizesse as considerações finais, veio o bombardeio em forma de “largou o doce pra valer!”.
Araújo disse tudo o que estava enchendo o coração e lançou: “Eu estou achando que ela [a gestão de Itabuna] está andando com os olhos fechados, não está enxergando o que está acontecendo na cidade. A venda só deixa ele [prefeito Augusto Castro] ver a campanha para eleger a mulher dele como deputada. Prefeito, a campanha está longe!”.
Já o ex-prefeito de Itabuna, Geraldo Simões (PT), também resolveu abrir a caixa de ferramentas. Estrondou dizendo ao Pauta Blog que “essa falta de transparência em nossa cidade é muito grave e cheira mal”. Por ser ex-prefeito, sabe onde meter o dedo para doer e esbravejou contra a gestão de Augusto. Na capital do estado, as declarações ecoaram fortemente. Leia a matéria completa AQUI
Postagem Anterior Próxima Postagem