Feminicídio tem queda de 21,4% em Janeiro na Bahia

As ações de unidades especializadas das forças de segurança conseguiram reduzir em 21,4% o índice de femicídios - contra a mulher por condição de gênero - em todo o território baiano. Foram contabilizados dados dos 417 municípios baianos durante o mês de janeiro de 2022.
Em 2021 foram computados 14 mortes de mulheres em razão do gênero, contra 11 no primeiro mês deste ano, representando a preservação de três vidas.
A capital baiana não registrou feminicídio e as cidades de Macaúbas, Santo Antônio de Jesus, Camaçari e Valença apresentaram redução de 100% no número de casos.
A Secretaria da Segurança Pública conta com estruturas específicas para atendimento de casos de violência doméstica e de gênero na busca de combater este crime. Hoje, o estado dispõe de 22 unidades da Operação Ronda Maria da Penha da Polícia Militar, que acompanham mulheres com medidas protetivas de urgência, e 15 Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (Deams) para registro de ocorrências.
O gestor da SSP, Ricardo César Mandarino Barretto, explica que o combate a violência contra mulher é uma prioridade para a pasta. "Estamos alinhados com outras secretarias do estado para ampliar o combate. Além de prisões em flagrante, mandados cumpridos e monitoramento das medidas protetivas, nossas unidades também realizam ações educativas para reduzir a cultura do machismo e interromper o ciclo de violência", explicou o secretário.
Casos de violência contra a mulher podem ser denunciados por meio do telefone 190 e podem ser registrados também na Delegacia Virtual.
Postagem Anterior Próxima Postagem