‘Ciro é um picareta que contratou um ex-presidiário’, diz Geddel

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), condenado por manter um bunker com R$ 51 milhões em malas de dinheiro e que ganhou liberdade na semana passada após cumprir um terço da pena, decidiu rebater os ataques do presidenciável Ciro Gomes (PDT) que, para desconstruir Lula, criticou “aquele daquelas malas”.
“Ô Lula, a Dilma governou exatamente com a base que você construiu pra ela. Você nomeou o Geddel Vieira Lima, aquele daquelas malas. Pois bem, Lula, você nomeou o Geddel ministro da Integração Nacional, cargo que eu ocupei. A Dilma nomeou o mesmo Geddel vice-presidente da Caixa Econômica Federal. E agora todo mundo tem que esquecer? OK, você cometeu um erro, tá se desdizendo, tá pedindo desculpas… Não, Lula, você está com a mesma gente, agora, de novo. Nós vamos agora aceitar essa contradição?”, disse Ciro, segundo a revista Veja.
Segundo o colunista Lauro Jardim, de O Globo, ao rebater as críticas, Geddel acusou Ciro de não ter “autoridade moral nem política” para falar dele. “Ele é um picareta que contratou um ex-presidiário (João Santana) e dedo-duro para fazer a cabeça dele e do Brasil”, disse.
“Ciro não tem autoridade moral nem política para falar de mim. Ele é um picareta que contratou um ex-presidiário (João Santana) e dedo-duro para fazer a cabeça dele e do Brasil. Que incoerência é essa? O resultado das pesquisas mostra o que o povo brasileiro pensa dele. Eu tenho vivido com muito pudor diante das dificuldades. Mudei muito, apanhei muito, mas não me tornei um covarde. Portanto não vou permitir que picaretas sem autoridade moral ou coerência venham falar de mim”.

Postagem Anterior Próxima Postagem