Três meses após viagem para Ibirapitanga, mulher e filha seguem desaparecidas


A Polícia Civil segue à procura da mulher de 27 anos e da filha dela, uma adolescente de 15 anos, que estão desaparecidas há mais de três meses na Bahia. Solange Gonçalves Nunes saiu da cidade de Guaratinga em direção à Ibirapitanga, onde pretendia encontrar o pai, que ela não conhecia.
Segundo informações de familiares, a viagem teria sido planejada após Solange receber uma ligação anônima informando que o pai dela vivia em Ibirapitanga, município a 353 km de Guaratinga, onde ela morava. A mulher também foi informada que o pai estaria doente.
Na viagem, a ela levou, além da filha adolescente, Kaila Gonçalves Nunes, outros dois filhos, duas crianças de 5 e 3 anos. Após saírem de Guaratinga, Solange fez contato com os familiares, pedindo que fossem buscá-la. Ela afirmou que foi vítima de um golpe e que a pessoa com quem se encontrou em Ibirapitanga não tinha ligação com o seu pai.
No dia 15 de novembro do ano passado, quase um mês do desaparecimento da família, os dois filhos mais novos de Solange foram encontrados em uma praça da cidade de Aurelino Leal, a 26 km da cidade de Ibirapitanga, onde seria o destino da família.
De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado na Delegacia Territorial de Aurelino Leal, no dia 17 de novembro e o órgão considera o dia 16 de outubro, data posterior ao último contato entre a Solange e família, como data do desaparecimento. A polícia informou que a apuração está em andamento, algumas pessoas já foram ouvidas e diligências são realizadas para tentar encontrar mãe e filha. *Com informações do G1
Postagem Anterior Próxima Postagem