Superfungo: idosa que morreu em hospital é o segundo caso de Candida auris em PE

Pernambuco tem o segundo caso confirmado de Candida auris, superfungo resistente a medicamentos e responsável por infecções hospitalares. Por isso, ele é um dos que mais ameaçam a saúde pública no mundo. A confirmação, divulgada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) na tarde de quinta-feira (13), foi feita a partir de análise laboratorial feita pelo Laboratório Especial de Micologia da Escola Paulista de Medicina (Lemi-Unifesp). Trata-se da mulher de 70 anos, admitida no Hospital da Restauração (HR), no Derby, área central do Recife, no dia 24 de novembro de 2021 por questões neurológicas. Ela esteve internada em terapia intensiva (UTI) na unidade e teve o exame de urina sugestivo para o fungo no dia 30 de dezembro do ano passado. "Ela estava colonizada pelo micro-organismo (Candida auris), porém não apresentou infecção por ele - o exame de hemocultura não tinha a presença do fungo. Ela foi a óbito no último dia 5 de janeiro por problemas provocados pelo seu diagnóstico de entrada na unidade hospitalar", informa a SES.
Essa é a terceira morte de paciente com Candida auris no Brasil. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o primeiro caso positivo do superfungo no Brasil foi notificado no dia 7 de dezembro de 2020, isolado em uma amostra de ponta de cateter de paciente que estava num hospital de Salvador. Esse foi o primeiro de um surto de 15 casos, com duas mortes. A cidade de Salvador também registrou o segundo surto de Candida auris no País, em dezembro de 2021. Os casos do Recife são, então, o terceiro surto detectado no Brasil. Continue lendo...

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 COMENTAR:

Postar um comentário