"O vice tem que ajudar a governar", diz Lula sobre a escolha do vice em 2022

José Alencar e Lula (Foto: Marcello Casal Jr/ABr)

Em entrevista coletiva à mídia independente na quarta-feira (19), o ex-presidente Lula foi questionado sobre, em uma situação hipotética, precisar deixar a Presidência e o vice assumir. Neste cenário, perguntou Luis Nassif, do GGN 'não seria um perigo entregar o país a alguém que não está 'umbilicalmente' ligado ao pensamento do presidente?'. Lula disse que não pensa no pior, só no melhor.
“Eu penso que eu vou ser eleito presidente se eu for candidato. Penso que nós vamos governar este país, recuperar a alma deste país para o povo brasileiro”, completou Lula.
Como exemplo, Lula destacou a participação do ex-vice-presidente José Alencar e como ele o escolheu para ser seu vice, aparentemente oposto aos seus ideais: “um burguêsão”.
Lula contou que, convidado por José Dirceu, conheceu José Alencar em uma festa em comemoração aos 50 anos de vida empresarial de Alencar e, logo após o discurso, teve a certeza de que ele seria o seu vice.
“Eu duvido que alguém tenha a sorte de ter um vice que eu tive como o José Alencar. Espero que se as forças políticas que me apoiam decidirem que o Alckmin é o vice (que ele [Alckmin] esteja ouvindo o que eu estou falando), ele tem que provar que vai ser igual ou melhor que o José Alencar e aí eu estarei muito tranquilo. O vice tem que ajudar a governar esse país”, finalizou.
Postagem Anterior Próxima Postagem