Batoré, humorista que fez fama em A Praça É Nossa, morre em São Paulo aos 61 anos

Morreu nesta segunda-feira (10) o ator e humorista Ivanildo Gomes Nogueira, mais conhecido como Batoré. Ele tinha 61 anos e estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, na zona norte de São Paulo.
A morte foi confirmada pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), sem dar detalhes sobre a causa. “Os devidos esclarecimentos médicos foram repassados à família”, diz o órgão em nota.
Apesar de estar em tratamento contra um câncer, a equipe de Batoré diz que ele estava bem e continuava tocando suas atividades profissionais normalmente até a última sexta-feira (7). No Instagram, ele comemorou no domingo (9) o fato de ter alcançado mais de 122 mil seguidores —até a última atualização deste texto, já passam de 123 mil.
Batoré era pernambucano de Serra Talhada, mas se mudou com a família para São Paulo ainda criança. Ele ficou conhecido na década de 1990 ao integrar o humorístico “A Praça É Nossa”, no SBT. Após 16 anos sentando no banco da praça, ele foi demitido por Carlos Alberto de Nóbrega em 2003.
Mais recentemente, em 2016, foi contratado pela Globo para interpretar o delegado Queiroz na novela “Velho Chico”. Na trama, o personagem foi promovido a secretário de segurança. Depois, ele ainda participou na emissora da série “Cine Holliúdy”, como o governador Pimpo.
Além de ator e humorista, Batoré também se envolveu com política. Em 2008, foi eleito vereador pelo município de Mauá (SP) pelo PP (atual Progressistas). Ele foi reeleito em 2012, mas acabou afastado do cargo porque a justiça eleitoral considerou que houve infidelidade partidária após ele se transferir para o PRB (atual Republicanos).

Folhapress

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Postar um comentário