Assédio a vereadores do MDB pelo União Brasil pode afetar manutenção de apoio para eleição

Por Mauricio Leiro

Foto: Divulgação

As movimentações partidárias na montagem das chapas proporcionais para eleições do final do ano podem gerar tensões entre as siglas e atrapalhar planos de coalisões majoritárias. Numa dessas mobilizações, o União Brasil estaria assediando alguns vereadores do MDB, em cidades baianas, para disputa nas urnas sob o guarda-chuva da legenda recém criada pela fusão entre PSL e DEM. O movimento pode afetar a manutenção do apoio do partido ao grupo liderado pelo ex-prefeito ACM Neto (DEM/UB).
Entre as procuradas estão Lúcia Rocha eleita em Vitória da Conquista e a edil de Feira de Santana Lú de Rony. Segundo interlocutores emedebistas, o diálogo com as vereadoras estaria sendo capitaneado pelo deputado federal Elmar Nascimento (DEM). A busca teria deixado a cúpula do MDB irritada.
Ao Bahia Notícias, integrantes da legenda presidida por Alex Futuca disseram que o ato teria gerado um mal estar e existiria a possiblidade da procura chegar a afetar o apoio nas eleições estaduais. O convite de Elmar incluiria a destinação de emendas e a migração para o União Brasil para a disputa eleitoral pelo novo partido.

Procurado pela reportagem, Elmar Nascimento negou o contato com as vereadoras.
Postagem Anterior Próxima Postagem