Principal fonte de medalhas da Bahia, boxe pode ficar de fora da Olimpíada de 2028

Foto: Jone Roriz / COB

Principal celeiro de medalhas da Bahia na Olimpíada de Tóquio, o boxe pode sair do programa olímpico em 2028. Nesta quinta-feira (9), o Comitê Olímpico Internacional (COI) colocou em dúvida a presença da modalidade nos Jogos de Los Angeles. O levantamento de peso e o pentatlo moderno também podem ficar de fora.
De acordo com informações do site ge.globo, as federações internacionais dessas modalidades terão de se adaptar a novas realidades para permanecerem no programa.
O caso do boxe envolve o escândalo de manipulação de resultados durante a Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. A Federação Internacional de Boxe (Aiba) foi suspensa pelo COI, que organizou a modalidade em Tóquio. A suspensão deve durar até 2023 e, caso a Aiba consiga provar uma boa gestão, poderá assumir em Paris 2024.
A Federação de Levantamento de Peso (IWF) passa por um problema parecido. Os inúmeros casos de doping registrados pela modalidade jogam contra a presença dela em 2028. Além disso, as eleições para a presidência da IWF estão sendo adiadas desde o início de 2021.
No caso do pentatlo, os problemas envolvem o formato de disputa, já que o espaçamento entre as competições deixa a modalidade pouco atrativa, na visão do COI.
O hipismo, um dos esportes presentes no pentatlo, não permanecerá. O caso envolvendo maus tratos de animais (lembre aqui) fez o COI decidir por retirá-lo da agenda. Ainda não há uma definição sobre qual será o esporte substituto.
"Temos que ver a quinta disciplina para aumentar a acessibilidade mundialmente. Esse processo está em estudo, deverá ser finalizado no ano que vem. Será preciso reduzir o custo da operação. Só sabemos que qualquer proposta apresentada não contará com o hipismo. É possível que haja uma decisão em 2023 e aí será avaliado. Eles têm um entendimento claro do que precisa ser feito", afirmou o diretor esportivo do COI, Kit McConnell.

FUTEBOL AMEAÇADO?

O futebol teve sua participação nos Jogos de Los Angeles confirmada por Thomas Bach, presidente do COI, mas foi citado como se estivesse próximo à berlinda.
Isso porque há uma proposta da Fifa para realizar a Copa do Mundo a cada dois anos. "O que sabemos sobre esses planos está vindo da mídia. Estamos com as mesmas conclusões de vocês de que se houver essa mudança de calendário haverá um calendário conflitante pela primeira vez em 2028. Teríamos que estudar o que significaria em termos de disponibilidade dos melhores jogadores e teríamos que considerar as consequências dessa situação. Nesse momento seria mera especulação porque nesse momento não temos essa confirmação", afirmou Bach.

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 COMENTAR:

Postar um comentário