Brasil chega a 6 casos de variante ômicron

O Brasil já registra seis casos de pacientes infectados com a variante ômicron do coronavírus. Na sexta-feira (3), o governo do Rio Grande do Sul confirmou o primeiro caso no estado. Antes, São Paulo e Distrito Federal já haviam atestado a presença da cepa em cinco amostras.
O caso gaúcho é de uma mulher residente em Santa Cruz do Sul (RS), que voltou de viagem da África do Sul —país onde inicialmente foi identificada a ômicron— na última semana. Ela apresentou febre após o retorno. A paciente está em isolamento domiciliar e é acompanhada pela vigilância em saúde do município. A mulher havia recebido duas doses de vacina contra a Covid. Pessoas que tiveram contato com ela serão testadas.
Também nesta sexta, a prefeitura do Rio de Janeiro descartou o primeiro caso suspeito da variante ômicron na cidade. As autoridades investigavam se uma mulher de 29 anos havia sido infectada pela nova cepa. Ela chegou ao Brasil no dia 21, depois de uma viagem à África do Sul.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a paciente contraiu a variante delta. O governo de Minas Gerais também descartou nesta sexta a possibilidade de infecção da variante ômicron de uma paciente de 33 anos internada em Belo Horizonte. Ela passou pela República do Congo e testou positivo para Covid-19.
Em nota, Secretaria de Saúde de Minas Gerais informa que o sequenciamento genético está mais próximo à linhagem B.1.640, já identificada anteriormente em França, República do Congo, Gana, Itália, Inglaterra, Espanha e Estados Unidos. A linhagem B.1.640, até o momento, não é classificada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como uma variante de interesse (VOI) ou variante de preocupação (VOC).
A pasta também informou que ela foi admitida no dia 29 no Hospital Eduardo de Menezes e apresenta boa evolução em seu quadro de saúde. A mulher afirmou não ter sido vacinada contra Covid. Na quinta-feira (2), o governo do Distrito Federal anunciou a confirmação de dois casos de Covid-19 pela variante ômicron. Trata-se de dois homens de 40 a 49 anos que tiveram passagem pela África do Sul. Os dois estavam vacinados com três doses da vacina contra o novo coronavírus.
Segundo o governo do DF, eles são residentes de Brasília e estavam no mesmo voo de um viajante de Guarulhos (SP) que teve o caso de ômicron confirmado na quarta-feira (1º). Eles desembarcaram no aeroporto de Guarulhos no sábado (27). Em seguida, os moradores da capital federal pegaram um voo para casa.
O morador de Guarulhos é um homem de 28 anos que antes esteve na Etiópia. Mesmo antes do resultado do sequenciamento genômico, que atestou se tratar da variante ômicron, ele já estava isolado, desde que seu teste para Covid-19 deu positivo. Segundo a secretaria de saúde, ele já havia sido vacinado com duas doses da vacina da Pfizer.
Já os dois primeiros dois da nova variante no país foram anunciados na terça (30). Eles foram analisados incialmente pelo Hospital Israelita Albert Einstein e depois confirmados pelo Instituto Adolfo Lutz, ligado ao governo de São Paulo.
Os dois pacientes são missionários brasileiros que moram na África do Sul e estão em visita a São Paulo. O casal —um homem de 41 anos e uma mulher de 37— também estava imunizado. Segundo informações da prefeitura da capital paulista, eles estão isolados na casa de parentes na capital paulista.

Folhapress

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Postar um comentário