Após rompimento com Roma, Neto diz que sente falta do lado pessoal: ‘Da política já estou acostumado’

Os dois deixaram de lado a "fortíssima amizade de 20 anos", como disse Neto, após o republicano ter aceitado compor o governo do presidente Jair Bolsonaro

O ex-prefeito ACM Neto (DEM) lamentou, em entrevista à rádio Metrópole na manhã desta terça-feira (21), o afastamento “do lado pessoal” com o ministro João Roma (PRB).
Os dois deixaram de lado a “fortíssima amizade de 20 anos”, como disse Neto, após o republicano ter aceitado compor o governo do presidente Jair Bolsonaro.
“Era de frequentar a casa um do outro. O resultado da amizade é que fui convidado para ser padrinho do casamento dele e padrinho da filha dele. João Roma tem muitos valores e muitas qualidades”, disse Neto.
“Se não tivesse, não teria descoberto o talento dele, ajudado a projetar, ter sido o meu chefe de gabinete, não teria dado a oportunidade de ele ser deputado federal”.
“Por tanto tempo sempre tivemos amizade muito forte. Confesso que desse episódio o que lamento mais é do lado pessoal, [do lado] da política já estou acostumado com muita coisa”, continuou.

Mateus Soares
Postagem Anterior Próxima Postagem