Pós-Covid vai exigir ainda mais de programas sociais, dizem economistas


Foto: Priscila Melo / Bahia Notícias

A nova realidade imposta desde o início da pandemia do coronavírus --com as famílias mais vulneráveis tendo de enfrentar a combinação de desemprego elevado e aumento da miséria e da fome-- vai exigir ainda mais eficiência dos programas de combate à pobreza.
O tema foi discutido na manhã desta quinta-feira (18) durante o webinar "Como enfrentar a desigualdade e a pobreza", organizado pelo jornal Folha de S.Paulo e pelo Ibre FGV (Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas).
O evento contou com a participação de Vinicius Botelho (doutorando do Insper), Fernando de Holanda Barbosa Filho e Fernando Veloso (ambos pesquisadores do Ibre). O debate foi mediado pelo jornalista Fernando Canzian, repórter especial do jornal.
No cenário atual, a inflação em alta, que é ainda mais cruel com as famílias de baixa renda, o desemprego elevado nos últimos cinco anos e as perspectivas de baixo crescimento da economia brasileira tornam ainda mais necessária a adoção de programas e iniciativas para a redução da pobreza.
Veloso criticou, no entanto, a manobra feita para aumentar o valor de benefício após a substituição do Bolsa Família pelo Auxílio Brasil --que começou a ser pago na quarta-feira (17)-- a partir da aprovação da PEC (proposta de emenda à Constituição) dos Precatórios e das mudanças no teto de gastos. Leia mais AQUI...

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Postar um comentário