Lula minimiza vaias a Ciro: "só não foi vaiado neste país quem não subiu em palanque"

(Foto: Stuckert | Reuters)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na sexta-feira (8), durante entrevista coletiva em Brasília, que a vaia que o pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, recebeu no último sábado (2) durante manifestações pelo Fora Bolsonaro na Av. Paulista e no Rio de Janeiro “é normal” e que ele só precisa começar a pensar antes de falar.
"Ao invés da gente se preocupar com quem vaiou o Ciro na Avenida Paulista, vamos nos preocupar com o que ele falou na semana passada. Ele deve ter falado alguma coisa que as pessoas não gostaram", disse Lula, lembrando que a vaia aconteceu também no Rio.
Em seguida, ele minimizou o gesto, dizendo ser comum na política. "Só não foi vaiado nesse país quem não subiu em palanque. A gente tem que gostar da vaia como a gente gosta do aplauso", afirmou. Lula lembrou de um discurso em que foi vaiado por cerca de meia hora na CUT. "Do início ao fim".
"Não vamos nos preocupar com uma vaia na Avenida Paulista feita por um grupo de pessoas - porque não foi a totalidade das pessoas que vaiaram o Ciro", prosseguiu.
Questionado se irá responder aos ataques feito pelo ex-governador do Ceará a ele, Lula afirmou: "eu não vou responder às ilações que o Ciro faz contra mim. Ele acha que vai dar voto para ele".
"O Ciro é uma figura pública importante para o Brasil. Ele só precisa cuidar dele mesmo. Não é ninguém que faz mal para o Ciro, é ele mesmo. Quando ele gostar dele, quando ele perceber que é preciso pensar antes de falar, ele vai perceber que tudo vai melhorar", declarou.
O ex-presidente acrescentou que, assim como ele, Ciro Gomes já está há muito tempo na disputa eleitoral e que almeja que ele tenha aprendido com o tempo.
“Não é a primeira campanha do Ciro, é a quarta. E em todas elas acontece a mesma coisa. Então acho que ele sabe o tanto quanto eu o que fazer".

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário