Grávida de 7 meses morre após usar medicação para abortar

Uma jovem de 20 anos morreu após usar uma medicação para abortar aos 7 meses de gravidez. O caso foi registrado na terça-feira (26), em Votorantim (SP). O namorado dela, de 22 anos, foi preso em flagrante, mas será investigado em liberdade.
Ana Carolina Pereira Pinto foi encontrada morta pelos pais na casa onde morava, na Vila Dominguinho. De acordo com o boletim de ocorrência, a família contou à polícia que estranhou quando o alarme da jovem começou a tocar e ela não o desligava, por isso, resolveram entrar no quarto e a encontraram morta.
Segundo o boletim de ocorrência, a jovem fez uso da medicação em uma pousada no bairro Campolim, em Sorocaba, junto com o namorado, no último domingo (24).
Na segunda-feira (25), ela chegou a relatar dores e mal estar ao namorado por mensagens. Mas, o rapaz pediu para que Ana Carolina não contasse aos pais e que "resolveriam no dia seguinte". No entanto, a jovem foi encontrada morta. O bebê também não resistiu.
O rapaz foi preso em flagrante por crime contra a vida, que foi provocar aborto com o consentimento da gestante, e encaminhado para a delegacia de Votorantim.
Em seguida, passou por audiência de custódia. Como confessou, entregou o celular e está colaborando com as investigações e não tem antecedentes, foi solto e vai ser investigado em liberdade. Ainda segundo a polícia, a perícia vai apontar qual foi a medicação usada.

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 COMENTAR:

Postar um comentário