FECHAMENTO DE AGÊNCIAS BANCÁRIAS PREJUDICA POPULAÇÃO CARENTE, DIZ SINDICATO

Bancos aceleram enxugamento da rede na pandemia, lamenta Sindicato dos Bancários de Itabuna

Desde o início da pandemia de covid-19 no Brasil, em fevereiro de 2020, o atendimento bancário presencial foi encerrado em 89 municípios do país. Atualmente, 2.427 (43,5%) cidades brasileiras não têm agência bancária, conforme levantamento do Banco Central. Segundo o Sindicato dos Bancários de Itabuna, a tendência de redução do atendimento presencial torna ainda mais difícil a vida de pessoas pobres e de moradores de áreas rurais, que têm dificuldade para acessar serviços bancários via internet.
De 2016 até agora, o sistema bancário brasileiro perdeu 4.752 unidades de atendimento presencial. No Brasil, cerca de 281 municípios não têm sequer o serviço de correspondência bancária.
Conforme o sindicato itabunense, enquanto lucram mais, os bancos enxugam a rede com o argumento de que a maior parte dos clientes prefere os serviços remotos. “Só que as filas na porta das unidades demonstram que muitos clientes preferem o atendimento humanizado ou são pessoas de baixa renda e moradores de áreas rurais que têm menos acesso à internet e, consequentemente transações digitais”, lamenta o sindicato, que divulgou nota sobre o assunto nesta quarta-feira (13).

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário