Bolsonaro bate recorde de rejeição, segundo pesquisas dos institutos Ipespe e PoderData

Bolsonaro está no seu ponto mais baixo na avaliação da população, mas se mantém estável graças ao apoio fiel de 1/4 do eleitorado - Reprodução/YouTube

Duas pesquisas divulgadas na quinta-feira (30) apontam para recorde de rejeição ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
Na pesquisa do PoderData, o capitão reformado aparece com 58% de rejeição, o maior índice registrado pelo estudo desde abril de 2020, quando começaram a ser medidas as rejeições.
Enquanto a rejeição aumentou, a avaliação de que o governo é “bom” ou “ótimo” diminuiu: foi de 27% para 25%, em relação à pesquisa anterior, realizada duas semanas antes.
Segundo a publicação, Bolsonaro está no seu ponto mais baixo na avaliação da população, mas se mantém estável graças ao apoio fiel de 1/4 do eleitorado.
Em outra pesquisa, realizada pelo Instituto Ipespe, o nível é de 55%: é o maior percentual analisado desde janeiro de 2019, quando Bolsonaro assumiu a Presidência.
Foto: Instituto Ipespe/Divulgação

Eleições 2022

Se as eleições presidenciais de outubro de 2022 fossem nesta quarta-feira, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria Bolsonaro, por 56% a 33% no 2º turno, segundo a pesquisa PoderData.
A diferença entre os dois, de 23 pontos percentuais, se mantém estável dentro da margem de erro em relação à última rodada da pesquisa, divulgada no início do mês, quando 55% dos entrevistados disseram que votariam em Lula, contra 30% que preferiam o ex-capitão do Exército.
O mesmo levantamento mostra que o petista bateria todos os nomes que foram colocados em simulações de segundo turno, com larga vantagem. São eles: João Doria e Eduardo Leite, do PSDB, Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Ciro Gomes (PDT). Já o atual presidente perderia para todos.
A pesquisa foi feita através de ligações para telefones celulares e fixos. Foram 2.500 pessoas entrevistadas, em 451 cidades espalhadas pelas 27 unidades da federação, entre os dias 27 e 29 deste mês.
Se Lula fosse ao segundo turno com qualquer um dos nomes tucanos, o resultado seria o mesmo, segundo o PoderData: 53% a 15%, com 30% de votos em branco ou nulos e 2% de indecisos.
Na pesquisa realizada pelo Instituto Ipespe, o cenário se repete: Lula venceria em todos os cenários de primeiro e segundo turno caso as eleições fossem hoje.
No primeiro turno, Lula ficaria com 43% das intenções de voto, na frente de Bolsonaro (28%), Ciro Gomes (11%), João Doria (5%), Luiz Henrique Mandetta (4%) e Rodrigo Pacheco (2%).
Em outro cenário, desta vez com mais candidatos, a posição de liderança se mantém: Lula (42%), Bolsonaro (25%), Ciro (9%), Sergio Moro (7%), Mandetta (3%), José Luiz Datena (3%), Eduardo Leite (3%), Simone Tebet (1%), Rodrigo Pacheco (1%) e Alessandro Vieira (0%).
Para o segundo turno, Lula venceria Bolsonaro 50% das intenções de votos contra 31%. Contra Moro, por 53% a 34%; contra Ciro Gomes, por 49% a 30%; Eduardo Leite, 49% a 30%; e, contra Doria, por 50% a 27%.

Edição: Vivian Virissimo - Brasil de Fato

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Postar um comentário