Associar vacina com Aids 'dificulta vida dos prefeitos', diz Bruno sobre Bolsonaro

Foto: Anderson Ramos / Bahia Notícias

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), classificou como “desastrosa” a associação entre a vacina contra a Covid-19 e a Aids feita pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na última quinta-feira (21). A fala descolada da realidade gerou revolta nas comunidades médicas e científicas nos últimos dias e, para Bruno, a declaração além de não contribuir, “só faz dificultar a vida dos prefeitos”.
“Estamos aqui na ponta com a missão de vacinar”, destacou o democrata. “Os prefeitos tem as maiores responsabilidades e atribuições e menos recursos para enfrentar a pandemia”, acrescentou Bruno Reis.
A leitura do gestor soteropolitano é de que falas como as do presidente Jair Bolsonaro afastam as pessoas dos postos de imunização e atrapalham o avanço da vacinação, que é o que vai permitir o fim da pandemia e retorno à normalidade.
Salvador tem atualmente mais de 190 mil pessoas que precisam tomar a segunda e completar a imunização contra a doença pandêmica. Nesta terça-feira (26), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) promove o segundo dia do “Arrastão da 2ª dose” e, de acordo com o prefeito, poderia “chegar a noite com toda a população adulta de Salvador, acima de 18 anos, vacinada com a segunda dose”.

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Postar um comentário