ACM Neto sobre Ciro Gomes: ‘mais coisas nos aproximam do que nos distanciam’

Ciro Gomes e ACM Neto

“Nós temos muito mais coisas que nos aproximam do que nos distanciam, sobretudo o espírito público que é uma marca na sua trajetória e que, na minha opinião, é o que distingue o bom do mau político”, disse o pré-candidato ao governo baiano, ACM Neto (DEM), durante live com o presidenciável do PDT, Ciro Gomes – a live em formato de entrevista foi realizada na noite desta terça-feira (26) e recebeu o nome de “Ciro Games”. Neto disse esperar “continuar olhando pro futuro [junto com o pedetista] e construir esse futuro da Bahia e do nosso país”.
Ciro Gomes disse: “eu espero que a Bahia lhe dê oportunidade de ser o grande governador pra o qual você está preparado pra ser. É uma personalidade que amadureceu no talento político, amadureceu como grande administrador público e está pronto para superar o seu avô [ACM] e o seu tio [Luís Eduardo Magalhães]”. Em sintonia de discurso com Ciro Gomes, Neto afirmou que é necessário superar a superação entre lulismo e bolsonarismo, que ele classificou como embate entre passado e presente. Daí afirmou que tanto ele quanto o pedetista propõe debate sobre o futuro.
“Nós entendemos que a polarização confronta o presente com o passado. E cadê o futuro? Vamos falar quando do futuro? E o União Brasil nasce pra isso, com esse objetivo, com essa firme clareza de propósitos e a gente vem conversando com vários partidos: o PDT é um deles. Mas temos conversado com o MDB, com o PSDB, com outros partidos políticos que, a priori, dão essa mesma sinalização de tentar desfazer esse quadro hoje polarizado da política nacional”, disse o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto. Neto, que é presidente nacional do DEM e deve ser secretário-geral do União Brasil, disse que o partido deve ter candidato próprio para 2022.

Controle de gastos

ACM Neto também disse, durante a live com Ciro Gomes, que a discussão sobre “furar ou não furar teto” para conseguir realizar investimentos “é desculpa para governo incompetente”. “Eu não vejo outro caminho. Lá nós organizamos as contas da prefeitura, equilibramos as finanças de uma cidade que estava quebrada. Quando eu cheguei, Salvador tinha uma dívida de curto prazo de um bilhão e duzentos milhões de reais. No dia que eu deixei a prefeitura, eu deixei em caixa um bilhão e seiscentos mil reais”, exemplificou o prefeito, que teve sua atuação destacada pelo pedetista, que afirmou serem evidentes as transformações em toda a cidade.
Neto apontou que o discurso de Bolsonaro – de que precisa aprovar um “furo no teto” para custear o Auxílio Brasil de R$ 400 – se aproxima das ações realizadas por Dilma Rousseff, ex-presidente do país. “Contas organizadas significa capacidade do governo de gastar, de atender o povo, de fazer o que é preciso. Agora isso é com governo competente; governo que não é competente vai viver sempre esse dilema e não podermos esquecer que, infelizmente, a ex-presidente Dilma ajudou a quebrar o país exatamente porque foi gastando, gastando, gastando e não se preocupou com o equilíbrio das contas”, disse Neto.
Ciro Gomes, por sua vez, disse que a gestão de ACM Neto frente à prefeitura de Salvador é um exemplo que o Brasil precisa conhecer. “A crônica no Brasil hoje é desastrada. Vinte e três estados estão quebrados, a taxa de investimento é a pior da história e é muito importante que o povo brasileiro saiba que há pessoas e exemplos práticos, concretos no mesmo país, com as mesmas oportunidades, com as mesmas crises, com as mesmas dificuldades”, salientou Ciro Gomes.

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Postar um comentário