ACM Neto diz que União Brasil deve priorizar alianças estaduais

Foto: Adriano Machado/Crusoé

ACM Neto (foto) afirmou, em entrevista ao Valor Econômico publicada hoje, que o União Brasil (formado após a fusão DEM-PSL) deve priorizar alianças estaduais. Segundo ele, o debate sobre a Terceira Via na disputa presidencial deve ficar para 2022.
O secretário-geral do União Brasil disse que a ideia da sigla é lançar um nome ao Planalto, mas ponderou que é necessário tempo para que a candidatura se consolide.
“Acho muito difícil alguém conseguir ganhar musculatura e ter densidade eleitoral antes de setembro de 2022.”
Entre os nomes do União Brasil que poderão ser lançados estão o de Luiz Henrique Mandetta, o de Rodrigo Pacheco e o do apresentador José Luiz Datena.

ACM também disse que a sigla deverá contar com até 12 postulantes aos governos estaduais.

“Nós vamos a partir de agora tratar das hipóteses de maneira concreta para definir qual é o nosso caminho em São Paulo. A candidatura de Alckmin já foi colocada, e é uma realidade, assim como também não podemos descartar neste momento diálogo com o vice-governador Rodrigo Garcia.”
O secretário-geral do União Brasil desconversou sobre uma possível filiação do governador de Minais Gerais, Romeu Zema (Novo), ao partido.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário