Procon de São Paulo propõe limite mensal de R$ 500 para o PIX


O Procon do estado de São Paulo protocolou um pedido de mudanças no PIX, que é de responsabilidade do Banco Central (BC). A principal delas é o limite de 500 reais em transações por mês, sob a justificativa de reclamações em relação à falta de segurança do sistema de pagamentos.
“Nós reconhecemos os benefícios trazidos pelo PIX e entendemos que não se pode travar o avanço tecnológico, mas é preciso que a segurança do consumidor seja garantida”, afirmou Fernando Capez, diretor-executivo do Procon-SP ao apresentar a proposta à técnicos do BC.
Também foi sugerida a possibilidade de estorno e bloqueios dentro de 30 dias em transações realizadas para novas contas bancárias, reduzindo a possibilidade de crimes como golpes por meio do WhatsApp, sequestros relâmpagos e fraudes através do QR Code.
No mês de agosto, o Banco Central anunciou mudanças no PIX para tentar diminuir os crimes que utilizavam o sistema de pagamentos. Foi estabelecido um limite de 1.000 reais para transações entre pessoas físicas (incluindo MEIs) no período das 20h às 6h.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário