Fundo inglês deve vender Atlantic Nickel por R$ 5,3 bilhões

A venda, estimada em torno de US$ 1 bilhão (R$ 5,3 bi, na cotaçãpo atual), ocorre pouco tempo depois do Appian reativar a mina, que realizou em janeiro do ano passado sua primeira venda de concentrado de níquel.
A mina foi adquirida pelo fundo em 2017 e possui capacidade de produção de 6,5 milhões de toneladas por ano. Além disso, opera a céu aberto.
Entre seus empreendimentos no Brasil, o Appian opera também na Mineração Vale Verde, com um projeto em fase inicial para exploração de cobre e ouro. Procurada, a Teck Resources disse não comentar rumores ou especulações de mercado. O Appian não retornou.
Na semana passada a Atlantic Nickel realizou o 8º embarque de níquel sulfetado. O navio transportando uma carga de 11.121,44 toneladas de concentrado de níquel partiu na quarta-feira (22), do Porto de Ilhéus em direção ao continente europeu.
O resultado expressivo de 2021, ainda que parcial, já é maior do que o total de exportações realizadas pela Atlantic Nickel em todo o ano de 2020, que chegou ao patamar de 67,7 mil toneladas – um resultado igualmente relevante, conquistado no primeiro ano de operações no sul da Bahia.
Ao mesmo tempo em que se consolida como propulsora da transição energética em escala mundial, com o uso do níquel na fabricação de baterias para veículos elétricos, a atividade da Atlantic Nickel representa um forte vetor de desenvolvimento socioeconômico para o eixo Itagibá-Ipiaú, comunidades do entorno, e contexto macroeconômico do estado da Bahia.
A companhia emprega diretamente mais de duas mil pessoas na Mina Santa Rita, proporcionando a geração de aproximadamente 16 mil vagas indiretas. Entre 2018 e 2020, o negócio injetou R$ 151 milhões na economia local por meio de compras e contratos com fornecedores baianos.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário