Empresário bolsonarista diz que é difícil governar o país por causa da Constituição

Salim Mattar, ex-secretário de Desburocratização do governo Bolsonaro

Salim Mattar, ex-secretário de Desburocratização do governo Bolsonaro
Às vésperas das manifestações bolsonaristas do dia 7 de Setembro, o empresário Salim Mattar, um dos fundadores da Localiza, que se uniu ao presidente ainda na campanha de 2018 e foi secretário de Desestatização do governo, subiu o tom na internet nos últimos dias.
Na segunda-feira (30), ele foi às redes sociais para dizer que “é difícil governar devido à nossa Constituição” e tem criticado decisões do STF.
Na quarta-feira (1°), o empresário publicou a frase: “A sociedade brasileira precisa acordar, se rebelar, denunciar e não aceitar como as instituições estão se comportando e nem com o estado de coisas”.
Também nesta semana, Mattar elogiou o conteúdo do manifesto lançado pela Fiemg (Federação das Indústrias do Estado de Minas), que contém críticas ao Judiciário.
“Nas últimas semanas, assistimos uma sequência de posicionamentos do poder Judiciário, que acabam por tangenciar, de forma perigosa, o cerceamento à liberdade no país”, afirma o documento das indústrias mineiras.
Porém, um dia depois da divulgação do manifesto da Fiemg, Mattar estava entre os signatários de outro manifesto de empresários de Minas Gerais, publicado pela ACMinas (Associação Comercial e Empresarial de Minas Gerais), em defesa da democracia e de reformas estruturais no Brasil.

Procurado pelo Painel S.A., o empresário preferiu não se manifestar.

Joana Cunha, Folhapress

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário